Publicado por: Prótouro | 15 de Setembro de 2020

Monsaraz Matou Touro

As “festas” populares com abuso e morte de bovinos foram canceladas devido à pandemia. Os barrancús cancelaram os touros de morte mas Monsaraz fez questão de matar o touro e para tal teve o aval das autoridades DGS incluída.


foto de arquivo

A bárbara matança teve lugar no passado dia 12 na presença de 100 mentecaptos.

A morte de vários idosos num lar não foi suficiente para a sede sanguinária dos psicopatas, e como tal, precisavam de mais uma morte para ficarem saciados.

Este país a cada dia que passa envergonha-nos cada vez mais e as autoridades que o governam só nos fazem sentir  asco!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: Prótouro | 14 de Setembro de 2020

A “Cultura” Tauromáquica do Tratamento Hospitalar

Ou melhor dito pagamos todos. Na tourada que teve lugar no fim-de-semana em Reguengos de Monsaraz 12 forcados ficaram lesionados sendo que um deles em estado grave.

Sinceramente pela parte que nos toca não temos pena e nem simpatizamos com os lesionados já que ao contrário dos bovinos os cobardes que abusam de animais moribundos escolheram estar ali. O que nos leva a escrever este artigo que francamente é uma repetição de tantos outros é o facto de todos nós continuarmos a pagar esta trampa e o facto de numa situação de pandemia esta gentuça ocupar camas de hospital que são necessárias para outros doentes.

A DGS a mando do governo vendeu-se à máfia tauromáquica quando autorizou touradas com 50% da lotação e por exemplo não autorizou adeptos em estádios de futebol.

Nós que até nem somos adeptos de futebol sugerimos aos clubes que passem a fazer jogos nas praças de touros já que aí podem ter uma lotação de 50%.

Acham que é ridículo? Não, não é, o que é ridículo é a postura deste governo no que diz respeito à pandemia onde uns são cidadãos de primeira categoria (tauromafiosos) e outros são cidadãos de segunda como é o caso dos verdadeiros artistas.

Entretanto ontem a praça de touros do Cartaxo estava cheia de aficionados tudo à molhada. De acordo com o empresário tauromáquico eram todos do mesmo agregado familiar!

Não há dúvida que este país é um colosso está tudo grosso, está tudo grosso!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: Prótouro | 7 de Setembro de 2020

VFX – A Maioria dos Portugueses Não Veste o Colete nem Enfia o Barrete

O Colete Encarnado uma festa primitiva onde bovinos são abusados para gáudio de uns quantos mentecaptos foi um dos vencedores das 7 Maravilhas da Cultura Popular.

Os aficionados e o vendido autarca de VFX estão radiantes, no entanto, a pergunta que se impõe é radiantes com quê? Com batota? Que credibilidade é que tem um concurso no qual cada pessoa tem a possibilidade de votar centenas de vezes? Nenhuma.

Na realidade quem ganhou não foi o do Colete Encarnado mas sim quem recebeu uma pipa de massa pelas chamadas de valor acrescentado.

Em nome da transparência gostaríamos que a autarquia apresentasse a conta telefónica para que todos saibam quanto é que foi gasto pela mesma nas centenas de telefonemas para que tal barbaridade ganhasse.

Mas claro que todos nós sabemos que a corrupção nas autarquias tauromafiosas é tal que isso jamais acontecerá!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: Prótouro | 17 de Agosto de 2020

Mais Dinheiro dos Contribuintes para a Tauromáfia

As autarquias tauromafiosas deste país continuam a gastar à tripa forra o dinheiro dos contribuintes em subsídios para tauromáfia.

A Câmara Municipal de Azambuja celebrou um contrato público para a aquisição de vários livros “Largadas de Touros” que custou ao erário público 8.000 euros.

azambuja compra de livros tauromafia

E a federação da treta “prótoiro” ainda continua com uma grande lata a afirmar que o dinheiro que as autarquias gastam com a tauromaquia é irrisório.

Para estes chulos do erário público os abolicionistas são uns mentirosos quando afirmam que estas autarquias gastam milhares de euros anuais a subsidiar a tauromáfia milhares esses que ao longo de muitos anos equivalem a milhões.

Milhões esses que são roubados descaradamente às populações e que deveriam ter sido gastos para melhorar as carências do povo que os elegeu.

Quando forem para as assembleias municipais protestar porque os eleitos da vossa cidade não fazem isto ou não fazem aquilo dando a desculpa que não têm dinheiro para tal, lembrem-se do dinheiro que é gasto em tauromaquia e nas próximas eleições deixem de votar em vendidos à tauromáfia!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: Prótouro | 9 de Agosto de 2020

A Tauromáfia e as Regras Covid-19

As duas touradas que tiveram lugar ontem em Vila Nova da Barquinha e Alcochete mostram como para a tauromáfia as regras são para incumprir.

As fotos que se seguem mostram as duas praças onde estão todos ao molho.

vila nova da barquinha 8.8.2020

alcochete 8.8.2020

Distância social isso é o quê? Máscaras? Uns não sabem o que são outros usam-nas no queixo ou debaixo do nariz.

E ninguém fiscaliza isto? Onde é que estavam os inspectores da IGAC? E a polícia?

Depois quando houver uma segunda vaga não se admirem.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: Prótouro | 30 de Julho de 2020

Alarvidades de um Comuna Tauromafioso

António Tereno ex-deputado e ex-autarca da Câmara Municipal de Barrancos continua a escrevinhar artigos para uma obscura website tauromafiosa nos quais continua a defender o indefensável a tauromaquia.

O último artigo que escreveu indigna qualquer pessoa empática que defende vidas sejam elas humanas ou não humanas, já que o dito cujo, nem sequer tem o discernimento para entender que todas vidas importam. All Lives Matter!

antonio tereno e ricardo dias pinto

No artigo intitulado “Será que este país não tem remédio?” afirma e citamos:

“Assistimos a uma progressiva desumanização da nossa sociedade, em que os valores humanos são secundarizados, e substituídos pelo afecto aos animais.

Vem isto a propósito da escandalosa cobertura mediática e a pedido, dada ao caso dos canis ilegais de Santo Tirso (de gente conotada com organizações ditas de defesa dos animais!), e ao fogo que os assolou, vitimando muitos dos cães que lá estavam, que não deviam estar se a lei tivesse sido cumprida.

Claro que as referidas organizações animalistas, com o mesmo PAN (neste momento em queda nas sondagens) e o IRA (braço executor das acções do dito partido) aproveitaram-se. Desrespeitaram a ordem pública, agrediram pessoas, e deram largas ás declarações e aos gestos de amor pelos animais perante as câmaras da TV, quando antes não se tinham preocupado minimamente por eles.”

Os argumentos e afirmações dos aficionados para justificar porque é que adoram assistir à tortura de touros num espectáculo deplorável são tão, mas tão irracionais que por vezes se torna difícil contra-argumentar e este é um desses casos.

Para este tipo a cobertura mediática dada às dezenas de animais que morreram num canil ilegal que já tinha sido alvo de várias queixas, queixas essas que foram arquivadas pelo Ministério Público e para as quais a DGAV se esteve nas tintas foi encomendada pelos animalistas! Haja santa paciência.

Só mesmo um ignorante para não perceber que a cobertura mediática se deveu ao facto da revolta dos populares que foram impedidos pelas autoridades de resgatar e salvar vidas em nome da propriedade privada, algo que os comunistas como este gajo, sempre defenderam que não deveria existir.

Quanto às agressões em que ele acusa o PAN e o IRA de serem os autores é melhor que o prove já que semelhante afirmação mais não é que pura difamação tal como a afirmação que o IRA é braço executivo do PAN. Já agora Tereno para tua informação já que pelos vistos és uma pessoa muito malformada e mal-informada as agressões não tiveram lugar em Santo Tirso e não estava lá ninguém do PAN.

E já que falas em sondagens só te podemos dizer que se o PAN cai nas mesmas, o PCP não lhe fica atrás, já que de acordo com as últimas o teu partideco só teria 6% dos votos e ficaria atrás do partido fascista Chega, mas claro isso para ti é pouco importante já que há muito que te aliaste não só com o Chega mas também com o CDS!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: Prótouro | 16 de Julho de 2020

O Deputado Hipócrita

O deputado do Chega publicou um tweet no qual se insurge contra a comunidade cigana.

tweet andre ventura

Curiosamente ou não já que o tipo é um poço de incoerência não se insurge contra a comunidade marialva de aficionados e tauricidas que também maltratam e torturam cavalos na aberração que dá pelo nome de tauromaquia.

Diz-nos lá Venturinha qual é a diferença entre a foto que publicaste e esta?

colhida de cavalo

Nenhuma já que ambas as comunidades exploram e abusam de cavalos.

No entanto, em nome da “coerência”, tu atacas uns e defendes os outros porque para ti a tauromaquia é cultura.

Já te passou pela cabeça que maltratar cavalos para os ciganos pode ser cultura?

Esta estória de defender os maus-tratos e a tortura de animais em nome da cultura tem muito que se lhe diga já que ao longo dos anos sempre serviu e continua a servir para branquear atrocidades.

Já agora para tua informação agradece aos teus amigalhaços tauromafiosos o facto dos ciganos poderem continuar a ser detentores de animais já que aquando da aprovação da lei que penaliza os maus-tratos a animais os cavalos ficaram de fora!

Ai Ventura se a hipocrisia matasse tu estavas mortinho da silva.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: Prótouro | 10 de Julho de 2020

Um Parlamento Cheio de Cavernícolas

A rejeição pela maioria do deputados da Assembleia da República de uma ILP de cidadãos e de projectos-lei do PAN, PEV e BE para acabar com a obscenidade dos subsídos à indústria tauromáquica só demonstra que estão vendidos a essa indústria e que se estão nas tintas para o que é prioritário para o país especialmente em tempo de pandemia.

Só para darmos um exemplo os profissionais de saúde que têm trabalhado duramente sem parar recebem uns tostões e a tauromáfia continua a receber milhões porque uma maioria de deputados corruptos continuam a votar a favor da atribuição de subsídios a essa trampa justificando que a mesma é cultura.

Veja-se a “cultura” ridícula desta deputada do PSD.

fernanda velez psd

Não temos por hábito gritar mas neste caso não há como evitar porque AFIRMAR QUE A TORTURA É CULTURA É PASSAR UM ATESTADO DE ESTUPIDEZ A TODOS OS PORTUGUESES.

Nós portugueses empáticos que lutamos pela abolição da tauromaquia não esquecemos os partidos que votaram pela continuidade dos subsídios e os que votaram contra e como tal deixaremos os ajustes de contas para as próximas eleições.

Até lá e uma vez que para a maioria dos deputados a “arte” de torturar seres sencientes num espectáculo público é tradição e cultura e como tal tem que ser pago por todos nós então em que tal deixarmos de pagar impostos é que fugir aos impostos também tradição e cultura!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: Prótouro | 8 de Julho de 2020

A Indústria Tauromáquica e a Falácia da Perda de Empregos

Após termos ouvido o esclerosado Miguel Sousa Tavares afirmar na TVI que se as touradas acabassem perder-se-iam milhares de postos de trabalho republicamos um artigo escrito por nós em 16/7/2012 que continua actual e prova exactamente o contrário do que foi afirmado.

Um dos argumentos da indústria tauromáquica reside na afirmação que se as touradas acabassem milhares de postos de trabalho perder-se-iam!

centro de emprego

Não são milhares e a maioria nem sequer pode ser considerada como verdadeiro posto de trabalho.

Muitos desses postos de trabalho são sazonais e quem os ocupa tem outro tipo de trabalho caso contrário como é que sobreviveria o resto do ano?

De acordo com um “parecer” da “prótoiro” entregue no princípio deste ano na Assembleia da República, para organizar uma tourada são precisas 175 pessoas que vão desde o pessoal dos curros, bilheteiros, banda, bombeiros, polícia e trabalhadores dos bares.

O pessoal dos curros, os bilheteiros, a banda e os trabalhadores dos bares só trabalham quando há espectáculos, ou seja muitas vezes aos fins de semana, se estes fossem os seus únicos postos de trabalho morreriam de fome.

Quanto aos bombeiros e à polícia é totalmente absurdo a sua inclusão neste “parecer”, porque enquanto estes elementos são desviados para dar cobertura a esta actividade deixam de estar onde são realmente precisos; combate à criminalidade e ajuda a pessoas vítimas de acidentes ou combate a incêndios.

Mas continuemos a analisar o dito “parecer”.

“Existem 14 delegados técnicos tauromáquicos e 15 veterinários taurinos”. Uma vez mais todas estas pessoas não vivem disto têm outros postos de trabalho.

“37 cavaleiros, 24 cavaleiros praticantes, 6 matadores de touros, 86 bandarilheiros, 15 bandarilheiros praticantes, 20 moços de espada e 30 emboladores”.

Cavaleiros, toureiros, etc, a maioria deles têm outras fontes de rendimento, tal como ganadarias onde criam outros animais à parte dos touros de lide, isto para não falar dos subsídios que recebem por essa actividade.

“Existem 48 grupos de forcados que totalizam 1.440 moços de forcado”.
Esta actividade não é um emprego todos eles têm outros postos de trabalho e mais, segundo eles nem sequer recebem nada por pegar touros.

“Existem 120 promotores de espectáculos tauromáquicos”.

Uma vez mais nem todos eles vivem exclusivamente dessa “profissão”, muitos deles têm outras, e mesmo que só vivessem desse trabalho poderiam em vez de ser empresários de espectáculos tauromáquicos ser empresários de actividades que não envolvam a exploração e tortura de animais.

“Finalmente as 110 ganadarias existentes empregam 350 pessoas”. No entanto, estas ganadarias não criam exclusivamente touros de lide portanto, se as touradas acabassem, essas pessoas não perderiam os seus empregos.

Contas feitas onde é que estão os milhares de postos de trabalho!

Milhares de pessoas neste país perderam os seus verdadeiros empregos e a taxa de desemprego aumenta a uma velocidade impressionante.

Se as touradas fossem abolidas amanhã nenhum posto de trabalho se perderia.

Esta é tão só uma das muitas mentiras que os aficionados apregoam!

Prótouro
Pelos touros em liberdade
Publicado por: Prótouro | 7 de Julho de 2020

Parabéns Senhora Ministra da Cultura pela sua Frontalidade

A Ministra da Cultura deu uma longa entrevista ao “Notícias Magazine” e quase no fim da mesma o jornalista afirma e citamos “Se, como disse, a tourada é um atentado a civilização, só pode defender que seja proibida.”

graca fonseca1

A resposta foi e citamos:

“Acredito firmemente – e é algo que me define mesmo – que nenhum ser humano pode tratar mal um ser vivo. É um princípio absolutamente estrutural em mim, define-me e aplica-se a cães, a gatos, ao touro. A posição que tenho decorre disto e como, apesar de ser ministra, não deixo de ser pessoa, se vir alguém maltratar um animal intervenho. É isto que me define. Como ministra de um Ministério que tem as touradas no seu âmbito, respeito as minhas atribuições e o programa do Governo. E não estando a questão que coloca no programa do Governo não está também em cima da mesa.”

Esta senhora é sem dúvida uma lufada de ar fresco num ministério que sempre foi palco de râncios que sempre se aliaram à indústria tauromáquica ao ponto de criar um conselho nacional de tauromaquia.

A tortura animal para gáudio de uma minoria não é nem nunca será cultura, portanto é imprescindível que seja erradicada de uma vez por todas deste ministério.

Quanto à Sra. Ministra da Cultura só podemos parabenizá-la pela sua frontalidade e pelas suas palavras.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Older Posts »

Categorias