Publicado por: protouro | 15 de Agosto de 2017

In Vino Veritas

Os aficionados clamam que a tourada que teve lugar na Figueira da Foz e que foi transmitida pela RTP – Reles Televisão Portuguesa teve uma audiência de 600 mil espectadores.

No entanto, de acordo com uma website tauromafiosa, afinal a tourada foi apenas vista por mais de 600 espectadores.

Ao Hugo Calado fugiu-lhe a boca para a verdade 🙂

E ao José Cid que estava na praça a assistir também já que admitiu que a tourada é um espectáculo cruel.

A afirmação deixou o vet tauromafioso Vasco Lucas à beira de um ataque de nervos ao ponto de apelidar o cantor de ignorante.

E esta, hein?!

Prótouro
Pelo touros em liberdade

Publicado por: protouro | 14 de Agosto de 2017

Castrados Mentais Voltam ao Ataque em Viana

O movimento “Vianenses pela Liberdade” entregou no dia 19 de Julho, na câmara municipal de Viana do Castelo, a documentação para obter uma licença camarária para a realização de uma tourada na freguesia de Meadela no dia 20 de Agosto último dia das Festas da Nossa Senhora da Agonia.

De acordo com José Carlos Durães, o testa de ferro do tal movimento, a autarquia requereu que fossem adicionados outros documentos tais como área de estacionamento e planta do local documentos esses que foram entregues em 7 de Agosto.

Até esta data a câmara ainda não se pronunciou sobre o pedido e obviamente que todos sabemos qual vai ser a resposta.

Depois do fiasco da tourada realizada em 2015, depois de terem levado um pontapé no traseiro quando o Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga não os autorizou a realizar a tourada em 2016 ainda existem dúvidas que isto já não tem nada a ver com aficionados que querem ver um espectáculo de tortura mas sim uma afronta à edilidade.

É por demais óbvio, que a insistência deste movimento merdoso em organizar uma tourada nas festividades anuais de Viana, mais não é que uma guerrinha pessoal contra o presidente da câmara!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: protouro | 13 de Agosto de 2017

TVI o Canal Tele-Lixo Volta a Transmitir Touradas

Em 2012 a TVI – Televisão Vergonhosa e Infame deixou de emitir touradas porque sempre que o fazia perdia audiências para a SIC.

Cinco anos depois decide transmitir a tourada que terá lugar na catedral da tortura vulgo Campo Pequeno que comemora 125 anos a humilhar e a torturar bovinos.

Não vamos dizer que a TVI deveria ter vergonha na cara porque sabemos à partida que não tem, aliás, o dito canal mais não é que tele-lixo portanto, se querem transmitir tortura e crueldade pois que o façam e que percam audiências e anunciantes já que não somos nós que pagamos.

O mesmo já não podemos dizer da RTP, canal público que pagamos todos quer queiramos quer não, porque a única alternativa ao não pagamento é viver à luz de velas!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: protouro | 5 de Agosto de 2017

Deputado Tauromafioso Insulta Abolicionistas

Alguns deputados da nação, a propósito das declarações do director de programas da RTP sobre a diminuição das touradas, acharam que se deviam pronunciar sobre o assunto e fizeram eles muito bem, porque nós eleitores, que lhes pagamos o ordenado gostamos sempre de saber o que estas alminhas toscas pensam sobre touradas, e neste caso concreto, que destacamos devido à gravidade das afirmações, o que pensam sobre os abolicionistas.

Sérgio Sousa Pinto “ilustre” deputado do PS escreveu nas redes sociais e citamos:

“A televisão pública sucumbiu, portanto, às imprecações de uma minoria especialmente exaltada. Mais um golpe na sociedade aberta, onde costumávamos caber todos. Um dia proibirão as touradas de vez. Um dia teremos os gostos e as vidas formatadas pelas prescrições de tribos agressivas de imbecis semi-educados e fanatizados pelas suas particulares fixações morais, e determinados a reeducar o seu semelhante”.

Sim Sérgio um dia e esse dia está mais perto do que tu pensas as tribos agressivas de imbecis semi-educados e fanatizados vão acabar com as touradas e sabes porquê?

Porque ao contrário de ti os imbecis semi-educados sabem que os animais não existem para diversão de uns quantos, e que espetar ferros em herbívoros enquanto energúmenos como tu batem palmas é inadmissível numa sociedade que se diz civilizada.

E não Sérgio nós não somos uma minoria, bem pelo contrário, a minoria são vocês aficionados empedernidos que pararam no tempo e ainda vivem na Idade Média.

Este borra-botas é sem sombra de dúvida uma vergonha quer para o parlamento, quer para o PS, e se tivesse vergonha na cara, demitir-se-ia de imediato, já que não lhe pagamos um salário principesco para nos insultar em praça pública!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: protouro | 4 de Agosto de 2017

Mais Euros para a Trampa da Tauromaquia

A autarquia de Torres Novas aprovou no passado dia 1 de Agosto, com os votos contra da CDU e do BE, a atribuição de um subsídio de 4.000 euros para o grupo de forcados de Riachos como forma de suportar o custo do seguro isto depois do grupo ter pedido 10.000 euros para a realização de uma tourada.

Não receberam os dez mil euros mas em contrapartida conseguiram mamar 4.000€.

O presidente da câmara, Pedro Ferreira, justifica tal atribuição devido ao facto de não terem mais nenhum grupo de forcados no concelho. No entanto, o vereador Henrique Reis do PSD, afirmou que 90% dos forcados do grupo não são de Riachos mesmo assim,  a constatação de tal facto, não o impediu de aprovar o subsídio juntamente com o PS subsídio esse que uma vez mais é pago por todos nós!

Quando toca a desbaratar dinheiros públicos em tortura este país é sem dúvida um paraíso!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: protouro | 3 de Agosto de 2017

Alvarenga o Tauromafioso Fascistóide

O narcisista nauseabundo do blogue tauromafioso “Farpas”, o tal que afirma que é o nº1 do mundinho tauromáquico, deu à estampa um artigo em que ataca os anti-touradas devido às manifestações contra a tauromaquia que têm lugar em frente à catedral da tortura vulgo Campo Pequeno.

De acordo com o energúmeno fascista doze anos depois da reabertura do Campo Pequeno é tempo de acabar com a chinfrineira que meia-dúzia de anti-touradas fazem sempre que há um espectáculo de tortura, porque segundo ele, não só incomodam os frequentadores do antro, como também incomodam os clientes que jantam nas esplanadas dos restaurantes da praça e cita como exemplo a “Volapié” uma tasca de um aficionado espanhol.

E ainda pergunta porque é que a “prótoiro” fica em silêncio. Para quem se gaba de ser conhecido no liceu por Einstein deveria saber, que a “prótoiro”, está mais interessada em vender t-shirts e autocolantes que envolver-se numa luta que sabe à partida que já perdeu.

Porque meu caro isto já não tem volta a dar e não é por você encher o seu blogue com mentiras de praças cheias e que a tauromaquia está em alta que as coisas vão mudar porque a tauromaquia tem os dias contados.

O que o Alvarenguesito à boa maneira fascista gostava, era calar aqueles que são contra os gostos anormais daqueles que frequentam e gozam à brava com a tortura animal, porque o pobre coitado ainda não conseguiu interiorizar, que já não vive numa ditadura mas sim numa democracia onde o direito à manifestação é consagrado constitucionalmente.

Que o gosma recebe uma avença do Campo Pequeno já todos nós sabíamos, o que não sabíamos é que o rapazola também recebe uma comissão para defender o dono do tal bar e se o espanholito não gosta das manifs, tem quanto a nós um bom remédio, rastejar para o buraco de onde nunca deveria ter saído!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: protouro | 1 de Agosto de 2017

Vila Franca de Xira Gasta à Tripa-Forra em Tauromaquia

Em Vila Franca de Xira o dinheiro deve crescer nas árvores já que esta autarquia deve ser a que mais gasta o dinheiro de todos nós na trampa da tauromaquia.

Em Junho o município gastou 19.065 euros em serviços de montagem e desmontagem de infraestruturas eléctricas e assistência técnica ao Colete Encarnado.

O beberete da inauguração da exposição do tauricida Victor Mendes para uns quantos aficionados custou 1.423 euros.

E pasmem-se 5.000 euros para abrandar os comboios durante a barbaridade do Colete Encarnado.

Sim leram bem, cinco mil euros pagos à Infraestruturas de Portugal, para que durante três dias, a velocidade dos comboios fosse reduzida, como medida de segurança para evitar acidentes durante as largadas de touros.

Surreal e obsceno!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: protouro | 31 de Julho de 2017

Touradas e Audiências Televisivas

A RTP- Reles Televisão Portuguesa afirma que as touradas dão audiências mas que apesar disso não aumentará o número de emissões.

Nós temos muitas dúvidas que tal afirmação seja verdadeira, porque caso dessem audiências, outros canais emitiriam touradas e como todos sabemos a TVI deixou de as emitir exactamente porque perdia audiências.

Mas mesmo que a afirmação fosse veraz, na realidade as audiências para o serviço público não são nada se não forem acompanhadas de receitas publicitárias, e é aí que reside o busílis da questão porque mesmo que a RTP aumente um pouquinho a audiência perde dinheiro.

E perde dinheiro porque as empresas que anunciam os seus produtos não querem ver o seu nome associado ao bárbaro espectáculo e como tal, não publicitam e como as televisões vivem de publicidade e não somente de audiências é óbvio, que a RTP não aumentará o número de touradas, bem pelo contrário, a curto prazo a tendência será não transmitir nenhuma porque o lucro é zero.

Entretanto a “prótoiro” afirma que o Presidente do Conselho de Administração lhe garantiu que a RTP transmitirá anualmente três touradas. A ver vamos já que o director de programas afirmou que desde que está no cargo tem vindo a reduzir substancialmente o número das mesmas.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: protouro | 30 de Julho de 2017

A Violência no Mundinho Tauromáquico

Quando os aficionados afirmam que nas touradas não existe violência, nós rebolamos de riso, porquanto é por demais consabido, que violência gera violência e tendo em conta que os espectáculos tauromáquicos são altamente violentos é óbvio que a violência está sempre presente.

Violência essa que não é só praticada contra herbívoros mas também contra as pessoas que frequentam os espectáculos.

Frequentemente blogues/webs tauromafiosas queixam-se ou denunciam essa violência que ao que tudo indica vai em crescendo desde insultos e abanões até vias de facto.

No passado fim-de-semana, de acordo com o blogue tauromafioso “Farpas”, a Solange Pinto foi insultada e quase agredida na tourada que teve lugar na Póvoa do Varzim e que foi televisonada pela RTP- Reles Televisão Portuguesa ao ponto, do apoderado que a insultou ter sido identificado pela PSP.

No dia seguinte na Figueira da Foz o companheiro da Solange o fotógrafo João Dinis voltou a apresentar queixa contra outro apoderado por agressão e uma vez mais a polícia identificou o agressor.

Na sequência destes artigos a guerra entre a Solange e o Alvarenga estalou uma vez mais.


Eis os dois pombinhos quando ainda se amavam perdidamente

Numa carta enviada ao Alvarenga a Solange acusa o mesmo de veicular falsidades já que ninguém foi identificado pela polícia apesar de ter havido um desaguisado, e afirma que como jornalista, ele deveria saber, o que é notícia e o que não é e dá como exemplo o facto de não ter publicado a agressão que ele sofreu em Monforte por achar que tal não era relevante.

Na resposta à carta o Alvarenga afirma que o que publicou é verdadeiro e acusa-a de ter descido de nível por referir a agressão de Monforte.

Não há dúvida que o que se passa no mundinho tauromáquico tem todos os ingredientes de uma telenovela rasca  amor, ódio e sobretudo muita violência!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Publicado por: protouro | 27 de Julho de 2017

“O Touro Não Sofre Cresce no Castigo”

A afirmação anormalóide ” Os defensores dos animais não sabem o que é um touro. Como podem dizer que sofre? Não sofre porque cresce no castigo” foi proferida por Biel Nadal, presidente da escola tauromáquica de Muro nas Ilhas Baleares, a propósito da aprovação da lei que regula as touradas e que não permite a tortura ou a morte dos touros.

Só mesmo um retardado mental para afirmar que o touro não sofre, só mesmo um burgesso para asseverar que o touro cresce no castigo leia-se sorte de varas e bandarilhas.

O desespero dos tauricidas é tal, que já nem sequer se coíbem de proferir afirmações descerebradas e tudo porque começam a interiorizar que a tortura e morte de animais por diversão tem os dias contados.

E encarniçados dizem que a lei proíbe as touradas quando tal não é verdade, as touradas continuam a ser permitidas só que a indústria tauromáquica jamais embarcará na organização das mesmas nestes moldes porque não existe tortura, sangue e morte.

Alguns opinadores são tão estúpidos, que chegam ao ponto de afirmar, que não existem touradas sem morte porque o touro ou é morto nos curros ou no matadouro no entanto, neste caso a lei é bem clara e determina que os bovinos depois da tourada regressam à ganadaria de proveniência.

Mas se pensam que o chorrilho de bestialidades é somente obra dos aficionados iletrados desenganem-se, porque o governo espanhol não lhes fica atrás e como  tal, decidiu recorrer para o Tribunal Constitucional  porque de acordo com  o mesmo, a comunidade autónoma legislou sobre uma matéria que é da competência do poder central.

Ao que parece, em Espanha, não existe um advogado do Estado já que se houvesse, o mesmo deveria informar o governo que o Tribunal Constitucional a propósito da proibição das touradas na Catalunha sentenciou que as comunidades autónomas não têm competência para abolir mas têm competência para regular e foi exactamente isso que foi feito pelo parlamento balear.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Older Posts »

Categorias