Publicado por: Prótouro | 7 de Julho de 2019

Cavalos as Outras Vítimas da Tauromaquia

Na tourada que teve lugar ontem em Coruche o cavalo Xeque-Mate do tauricida João Moura Jr foi colhido e fracturou uma perna.

De acordo com os sites tauromafiosos o cavalo foi abatido porque segundo o veterinário a lesão era irreversível. Não somos veterinários e portanto não nos podemos pronunciar sobre a lesão, no entanto, sabemos que os cavalos para esta gentalha são um mero instrumento logo quando já não servem são mortos.

Diz também a tauromáfia que o João Moura Jr não parava de chorar por causa do cavalo, não nos façam rir se o filho das pedras gostasse mesmo do cavalo nunca o torturaria numa praça de touros.

coruche 6.7.2019

Na mesma tourada vários tauricidas foram colhidos e foram assistidos no Hospital de Santarém sendo que os forcados foram helitransportados para Lisboa.

E assim se sobrecarrega ainda mais o SNS porque se esta gentalha não andasse a torturar animais numa praça de touros não seria colhida e consequentemente não necessitaria de tratamento hospitalar tratamento esse pago por todos nós.

E os governantes deste país ainda têm o descaramento de afirmar que a tauromaquia é cultura e como tal não se pode abolir!

Não meus senhores a tauromaquia não é cultura é violência pura e dura!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Anúncios

Responses

  1. Este planeta esta mesmo moribundo. Desde quando este espectaculo sanguinario é cultura!. O saloio chorou.nao pelo cavalo de certeza mas pelo dinheiro que perdeu.

  2. Um membro fracturado num cavalo tem quase sempre prognóstico reservado ou prognóstico mau. A não ser que sejam fracturas muito pequenas que com repouso e estabilização cicatrizam. A maioria dos cavalos tem de ser eutanasiado quando fractura um membro, não duvido da necessidade de eutanasia neste caso por ter sido fractura externa… Um cavalo tem em média cerca de 500kg, um osso fracturado e instável não aguenta este peso e devido à sua fisionomia também não é suportável um cavalo estar sem apoiar um dos membros, sobrecarga todo o resto do esqueleto e musculatura, não é compatível com a sua biomecânica.

    Lamentável e evitável, se tivessem amor , ou no mínimo respeito, pelos seus cavalos jamais os ponham em perigo desta forma. Imaginem as dores que o cavalo não sentiu, e sendo animais que têm instinto de presas, o pânico que não viveu. Valeu-lhe uma morte sem dor.

    • Como dissemos no nosso artigo não somos veterinários mas antes de publicar o artigo fizemos
      uma pesquisa sobre fracturas em patas e pernas de cavalos e encontrámos uma entrevista
      feita a um veterinário espanhol especialista em equinos que afirma que não é necessário
      sacrificar um cavalo nestes casos porque hoje em dia existem implantes e sistemas de
      sustentação de cavalos adequados para a pós-cirurgia.
      A entrevista muito interessante está disponível no seguinte enlace:
      https://www.pavo-horsefood.es/blog/no-es-necesario-sacrificar-a-un-caballo-con-una-fractura-de-extremidades/13


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Categorias