Publicado por: protouro | 30 de Agosto de 2018

Joana Petiz Volta a Atacar o PAN

A jornaleira Joana Petiz, sub-directora do DN revelou de uma vez por todas que é a porta-voz da federação merdosa “prótoiro”.

joana petiz prótoiro

Assim sendo tudo é pretexto para atacar o PAN. Coitada a mulher não deve saber escrever sobre mais nada resta saber como é que em tempos trabalhou no “Jornal de Negócios”.

Desta vez escrevinhou uma trampa intitulada “Há mais pessoas a viver na Amadora do que eleitores do PAN” com a única finalidade de semear o ódio destilado pela “prótoiro”.

Diz ela e citamos:

“Ler que esse mesmo deputado considera “um crime” o que o Parlamento validou e a Constituição da República entende como manifestação cultural e que esse mesmo deputado defende que a fronteira entre ações admissíveis e inadmissíveis no campo do ativismo ou da política “coloca-se na existência de violência” e não na legalidade já é mais preocupante.

O que o deputado do PAN nos diz é que não respeita as instituições deste país, nem a lei – nem sequer a Lei Fundamental – sempre que elas vão em sentido contrário às suas crenças. Repito: é um deputado que se avoca o direito de escolher que parte das regras devem ser cumpridas, invocando o seu pessoalíssimo credo.”

Ai rapariga, rapariga a CRP não considera, nem nunca considerou que as touradas sejam uma manifestação cultural, não inventes porque uma mentira repetida à exaustão não se torna verdadeira.

E a verborreia continua com afirmações que as praças estão cheias, quando basta ver as fotos dos blogues tauromafiosos para comprovar a mentira, que não existem subsídios estatais ou europeus quando existem documentos oficiais que o provam e por aí fora.

Estas bostas que a pequena escreve só provam que para jornalista sem assunto qualquer perna é presunto!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

 

Anúncios

Responses

  1. Realmente é vergonhoso este tipo de jornalismo amador. Um jornalista de verdade escreve sobre factos e é isento a respeito de opinião pessoal, ele tem de relatar a história como aconteceu e não como ele quer que ela tenha sido. Uma vergonha ainda existir pessoas pseudo cultas que ainda apoiam esta barbaridade das touradas

  2. O PAN tem, e terá sempre, o meu voto. Força PAN!!! “Os cães ladram mas a caravana passa.”

  3. É interessante ver o pavor com que os aficionados andam nestes dias do PAN. Sim, o PAN. Um partido com um único deputado na assembleia é responsável por mais diarreia aficionada que todo laxante neste país!
    Nos últimos meses os aficionados encomendaram mais artigos a atacar o PAN que nos últimos 3 anos… por que será? Se o PAN realmente tem menos eleitores que a Amadora, então porque raios andam com as lantejoulas aos saltos? E com os Verdes ninguém se preocupa? Afinal a bancada destes é maior que a do PAN… seria de esperar o triplo do fel e no entanto… nada!
    A razão é muito simples: os Verdes não passam de uma artimanha que o PCP arranjou para incluir o ambiente na sua agenda de “esquerda”. Mas como o PCP tem tanto de esquerda como o Nuno Melo, os aficionados andam descansados com estes pois sabem que o PCP, e por consequência os Verdes, não vão abrir a boca contra as touradas enquanto metades das autarquias que estes ainda detêm sejam em concelhos aficionados. É triste mas é verdade. Já o PAN é outro animal (pun intended)
    Desde que André Silva se sentou no Parlamento pela primeira vez em 2015 que os aficionados não conseguem dormir de jeito. Os Verdes e o PCP não abrem a boca. O PS, PSD e CDS compram-se com uns almoços e umas garrafas de vinho. O BE só se chateia com o tema uma vez por ano e como é apenas um dá para aguentar a trovoada. Mas o PAN…
    A birra com o PAN deriva do que aconteceu em Abril e Maio deste ano. É óbvio que os aficionados tentaram por tudo abafar o caso mas o que é certo é que, com semanas de diferença, duas associações de estudantes de duas universidades públicas portuguesas, Coimbra e Évora, propuseram referendos democráticos para se livraram da praga das garraiadas nos programas da Queima das Fitas. E em ambos os casos os aficionados levaram uma dura derrota na tromba que até hoje ainda andam a lamber as feridas.
    O que me surpreendeu não foi os resultados. Estes apenas confirmam aquilo que eu e a qualquer pessoa com olhos e ouvidos já percebeu à décadas: a tourada está para lá de morta, falta apenas o atestado de óbito.
    O que foi surpreendente foi a vontade e a determinação dos alunos em levar o referendo a termo. Em Coimbra parece que os aficionados contavam com o ovo na cloaca da galinha e na realidade levaram foi com ele na testa. Como a Queima de Évora acontece depois da de Coimbra e Évora fica no meio do Alentejo aficionado, estes tiveram tempo para se precaver para o próximo e usaram todos os truques no livrinho aficionado para impedir o referendo. Que se note que eles não o tentaram ganhar pois sabiam que era impossível: todos os esforços aficionados centraram-se em impedir o dito cujo pois eles sabiam que a vontade popular à muito que é implacável com a tauromaquia.
    Não lhes serviu de nada e apenas mostrou, mais uma vez, quão burros e desesperados os aficionados andam por estes dias.
    O que é curioso nesta situação é que o PAN, tal como a Animal, apenas apoiou estes alunos com conselhos e alertou-os para as manhas aficionadas (que aposto que ambas as organizações andam cansadas de desmontar). Nem o PAN nem a Animal entraram com fundos ou qualquer tipo de logística, ao contrário do lobby tauromáquico ironicamente!
    A Animal é apenas uma ONG e como tal não têm muita relevância política, infelizmente. Mas o PAN…
    O PAN hoje tem apenas um deputado e em menos de 3 anos no Parlamento já conseguiu apavorar mais aficionados que o Fisco desde o 25 de Abril.
    Imagine se em 2019 se junta mais um… ou dois!
    O conjunto de parvoíces que temos visto em artigos de “opinião” patrocinados pela protoiro e demais esbirros nos últimos meses não é mais do que um sintoma do estado caótico em que a tauromaquia anda por estes dias. Eles já nem conseguem organizar uma tourada na TVI sem que metade de Lisboa apareça a chamar-lhes nomes no parque de estacionamento da estação!
    É uma péssima altura para ser aficionado…

    • Os nossos agradecimentos pelo seu interessante e certeiro comentário.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Categorias