Publicado por: protouro | 16 de Janeiro de 2018

Acabou a Corrupção na IGAC e na DGAV?

A Direcção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) e a Inspecção Geral das Actividades Culturais (IGAC) reuniram com os tauromafiosos para que os mesmos cumpram o novo regulamento tauromáquico RET e as normas europeias relativas ao bem-estar animal.

As exigências passam pela inclusão de mais um médico veterinário no espectáculo de tortura para além do existente na direcção da tourada, a obrigatoriedade da indicação prévia dos destino dos animais após serem torturados bem como a duração e qualidade do transporte. As condições dos curros passarão a ser verificadas bem como o tratamento dos bovinos no momento imediato ao final da lide. O registo das movimentações dos equídeos passará também a ser obrigatório.

Nas praças de touros portáteis os curros têm que estar sempre à sombra.

Sobre estas novas regras, o presidente da APET-Associação Nacional de Empresários Tauromáquicos, Paulo Pessoa de Carvalho afirmou a uma website tauromafiosa e citamos:

“Há bastantes queixas por parte das associações anti-taurinas, e nesse sentido a DGAV e a IGAC pretendem um melhor ajustamento das regras do bem-estar animal, que estão explícitas nestas novas normas, que serão colocadas em prática já a partir de 1 de Fevereiro.
Tal como os anti-taurinos estão organizados, e quase profissionalizados, também nós temos a obrigação de profissionalizar a produção do espectáculo tauromáquico… é verdade que tem custos, mas só com uma festa mais profissional conseguiremos ser mais fortes”.

Estas exigências provam algo que sempre afirmámos, ou seja, que as leis e regulamentos neste país são para inglês ver e que as autoridades que deveriam fazer cumprir o RET andaram nestes últimos quatros anos a assobiar para o lado!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Anúncios

Responses

  1. Está montada a barraca porque o sistema está corrompido: há veterinários de corrida que são funcionários simultâneamente da DGAV (como é possível?) e há forcados que são também funcionários da DGAV e que precisamente são Inspetores no matadouro de destino dos touros após a tourada. Se isto não é estender o tapete à corrupção, será o quê?


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Categorias