Publicado por: protouro | 18 de Junho de 2017

Ontem o Instinto de Defesa Matou um Tauricida

Praça de touros de Aire-sur-l’Adour, França um touro corneou gravemente o tauricida espanhol Iván Fandiño após o mesmo ter tropeçado na capa e ter caído na arena. O matador de bovinos faleceu na ambulância a caminho do hospital.

Os aficionados afirmam que a tauromaquia é um confronto entre a vida e a morte em que o toureiro pode morrer e ontem foi o que aconteceu, o toureiro morreu, mas o touro não ganhou porque o mesmo morre sempre.

Obviamente que não vamos celebrar a perda de uma vida humana, mesmo que essa pessoa tenha escolhido uma suposta profissão que consideramos desprezível e inaceitável em pleno séc. XXI, mas se a tauromaquia é um confronto entre a vida e a morte e se neste caso o touro matou o toureiro para se defender das sevícias a que estava a ser submetido, então o touro deveria ter sido indultado e enviado para o lugar de onde nunca deveria ter saído para viver o resto dos seus dias em liberdade!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias