Publicado por: protouro | 26 de Maio de 2017

Aficionados à Batatada

Juan Miguel Nuñez crítico tauromáquico espanhol foi insultado e agredido na praça de touros de Las Ventas, Madrid, Espanha pelo ex-tauricida Curro Vásquez e por Nacho Loret ambos membros da empresa que gere a praça de tortura que é liderada pelo francês Simón Casas.


O gajo da esquerda é o crítico os outros dois tipos são os agressores.

O motivo da agressão é simples Juan Miguel Nuñez criticou a gestão empresarial do energúmeno Simón Casas e vai daí levou em las ventas. O mesmo acontece no nosso país onde os aficionados são peritos em insultos e agressões.

Mais uma prova que a tauromaquia é violência, violência essa que é transmitida a menores, menores esses que aprendem desde tenra idade que torturar e matar bovinos é aceitável e como tal também é aceitável agredir e quiçá até torturar os seus pares.

É óbvio que esta gentalha não pode ter lugar numa sociedade que se diz civilizada! Os violentos não são aqueles que lutam pela abolição da tauromaquia mas sim os aficionados para quem a violência é o pão nosso de cada dia.

Não podemos, nem devemos, continuar a aceitar que os legisladores que têm o poder de acabar com esta violência não o façam, porque têm interesses no negócio caso contrário estamos a ser cúmplices dessa mesma violência!

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Anúncios

Responses

  1. Mais uma notícia incrível: http://omirante.pt/sociedade/2017-05-26-Camara-de-Santarem-compra-5-mil-euros-em-bilhetes-para-a-tourada


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias