Publicado por: protouro | 12 de Setembro de 2015

A Matança Regressa a Monsaraz

Pelo segundo ano consecutivo a IGAC volta a dar uma autorização excepcional para a matança do touro em Monsaraz.

Monsaraz carta IGAC

Com o alto patrocínio da IGAC hoje o castelo de Monsaraz volta a transformar-se num matadouro público com dezenas de crianças a assistir à chacina de um ser senciente.

E esta inspecção da treta deve pensar que os portugueses são todos uma cambada de cretinos, porquanto, esta autorização excepcional que foi dada em 2014 e se repete em 2015  é a prova que através de um acto administrativo mais uma vilória neste país passa a matar touros legalmente.

Esta é a merda do país que temos onde governos atrás de governos preferem abrir excepções à lei do que enviar forças policiais para fazer cumprir a mesma.

Prótouro
Pelos touros em liberdade


Responses

  1. Existe em Monsaraz alguma Universidade ou centro cultural de referência? Não.. Existe em Monsaraz indústria ou comércio que proporcione qualidade de vida aos seus habitantes? Não.. Existe sequer em Monsaraz alguma instituição ou escola dedicada a educação dos seus habitantes, particularmente os mais novos? Não.. Se removerem o aspecto histórico do sitio, Monsaraz não é mais que mais um antro de retardados mentais que passam a maioria do seu tempo embriagados. Em vez de lutar por melhores condições de vida, por emprego ou sequer alguma réstia de orgulho cultural, os habitantes dessa terriola limitam-se apenas a garantir que, uma vez por ano, são alvo do escárnio de todo o país e mundo.
    O aficionado gosta muito de usar esta diversão para se escapar de usar argumentos válidos para defender as touradinhas: “E com os sem abrigo, ninguém se preocupa?” Pois eu agora digo, com a pobreza económica e cultural que galopa pelo Alentejo, a Santa Casa da Misericórdia não tem mais onde aplicar o seu tempo e recursos que não na tortura e humilhação de animais de quinta? Com velhotes em Monsaraz e arredores a viver na mais pura miséria, são mesmo as touradas que os vão ajudar?
    Vivem na ilusão que, por viverem numa aldeia medieval, também se devem comportar como tal. Haja pobreza de espírito por aqueles lados. Monsaraz, com esta burrice das excepções da IGAC, está literalmente a caminhar no sentido contrário ao resto de Portugal. Numa altura em que as touradas estão mais contestadas que nunca, numa altura em que metade de Portugal se riu e gritou “karma” quando Joaquim Bastinhas foi atropelado por uma ceifeira na semana passada, estes imbecis continuam na ilusão que Portugal ainda tolera as touradas. Continuem assim e depois estranhem serem gozados pelo resto do país..

    • sr Henrique, como Natural da freguesia de Monsaraz, não sei onde você se baseia para dizer tais coisas, falar de pessoas que não conhece e está a difamar em prol da sua causa…..você está a dizer coisas de mim sem sequer me conhecer……você aqui só está a dizer são mentiras do principio ao fim do seu texto… não fale do que desconhece….

  2. 😉


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias