Publicado por: protouro | 11 de Agosto de 2015

Aficionado “Valentão” Agride Manifestante Anti-Touradas

Decorreu no Domingo em Alcochete a primeira manifestação anti-touradas e claro que os aficionados não gostaram e daí até partir para a agressão foi um passo como se pode ver neste vídeo.

 

E esta ralé é tão violenta e cobardola que embora estando homens presentes agrediram uma mulher, e quem o fez, não foi sequer identificado pela GNR quando deveria ter sido já que cometeu um crime de ofensas corporais.

Esta é a mesma violência que empregam contra as suas famílias porque são todos uma cambada de mentecaptos arruaceiros.

Aos companheiro/as que se manifestaram os nossos parabéns pela coragem e rectidão que demonstraram ao enfrentar esta escumalha.

Prótouro
Pelos touros em liberdade


Responses

  1. Muitos os aficcionados ainda não perceberam o que se anda a passar. Principalmente s que acham melhor serem provocadores (na internet) e desejosos de resistência violenta (na vida lá fora). Dos da internet sabemos bem que a maioria dos que têm andado com comentários e “opiniões”, papagueiam disparates, mas não vão a touradas ou se vão, não entendem nada do que se passa nem antes nem durante nem depois. Ainda assim continuam a defender a “tradição”, de maneira que estão é a ajudar a acabar com a “tradição”. Ameaçam, atacam, desnorteiam-se… Mas pior: pelo prolongamento da “discussão” estão a arriscar a que se perca algum do pacifismo que tem sido a característica dominante do razoável movimento anti-touradas. Na sua inútil resistência os taurinos chegam a pedir guerra civil, batalhas de pedrada e batatada… não percebem que há anti-touradas
    capazes de atitudes violentas ou de impacto, potencialmente mais graves do que as que eles alguma vez conseguiram com a sua cobardia, temperada ela tauromaquia. Convencidos, que estão, de absorverem as energias do touro, de juntos serem mais fortes do que qualquer toiro, avaliam mal e minimizam os riscos de persistirem em envergonharem a sociedade a tal nível.

    Ainda depois se queixam e refilam de cada vez aparecerem mais comentários a aplaudirem os touros que estripam toureiros e de votos de morte para toureiros e afics.

    https://www.facebook.com/pages/Anti-Pacifisme-POUR-LES-Pro-Corridas/916719805071808

    É que a tauromaquia não devia de ser regulamentada, deveria já ser proibida há muito tempo. Até quem finge não perceber isso, está a fazer com que se agrave, perigosamente, a escalada do mal estar social.

    É de facto grave o incumprimento, por parte da GNR, ao não ter garantido a inviolabilidade do espaço, mas pior ainda não terem detido o atacante.
    De resto, quase sempre as forças da ordem ficam “a olhar” para o lado errado, de costas para os aficcionados, ou desatentas,

    Já no caso dos cavaleiros atrevidos na Torreira (2012), os militares presentes deixaram os agressores continuando montados, depois das cargas que fizeram contra os manifestantes,

    Inoperância, que por pouco não teve mais graves consequências.

    Para já não falar das participações da fanfarra ” a cavalo” da GNR em manifestações monárquicas de cariz politico-religioso, com tortura de animais incluída, vestidos com aquela fatiota de ridícula fantasia. Isso certamente vai contra a boa imagem da Guarda Nacional Republicana, é uma parcialidade para a parcela dos errados.

    • Pelo comentário é defensor das touradas e dos parasitas , que à custa dos anmais subsistem, possivelmente é um deles…, contudo eu proponho que se recupere a tradição dos ‘circos’ romanos, isto é, que esse paraQSITAS PASSEM A SER TOUREADOS, como em Roma, nada de protecções tudo ao natural…

  2. Esta situação para nós não foi novidade nenhum, sabemos bem como esses cobardolas são e como actuam. Como ameaçam, mas sozinhos fogem, ou gritam de longe. Até entre ele resolvem tudo ao murro… e venham vinho!

    Em VFX isto teria sido uma tragédia ou talvez não!??
    Claro que aqui, todos “cantam de poleiro” porque quem é anti “não se quer chatear” nem receber ameaças, ou pior, colocar em risco os postos de trabalho! Ah pois aqui é assim, ou te calas ou dizes amén ou então… despedem-te(aconteceu comigo). Aqui tauromáfia e política andam de mãos dadas.

    Abraços Amigos PróTouro!

    • Infelizmente em Vila Franca a máfia tauromáquica é quem mais ordena até um dia.

      Abraços

      • Até um dia… que não está longe!

        Abraços

      • Os manifestantes que “marcaram território” pela primeira vez em Alcochete estão dispostos a fazê-lo em Vila Franca!

      • Isso mesmo Luísa.

    • Precisávamos que os vilafranquenses anti tauromaquia entrassem em contacto connosco.
      Temos uma solução para que possam participar no protesto em Vila Franca sem serem reconhecidos. Precisamos nos organizar muito bem. Por favor, contactem-nos. Hoje estaremos em Caldas da Rainha

  3. Para além das ofensas corporais FOI EM FLAGRANTE DELITO (a GNR assistiu a tudo – daí a sua intervenção ainda com o indivíduo dentro do espaço reservado aos manifestantes, o que é considerado invasão de espaço reservado !!)
    A única acção que a GNR devia ter realizado ERA DETER O INDIVÍDUO E ABRIR-LHE UM PROCESSO DE AVERIGUAÇÕES POR ATITUDES ATENTÓRIAS Á ORDEM PÚBLICA !!!

    • Exactamente Carlos Ricardo.

  4. Dualidade de critérios.. pura e dura.
    Já o disse várias vezes: um dia metem-se com manifestantes que não são tão pacíficos como o normal, e depois acordam 3 dias depois, entubados num hospital. Os idiotas ainda não perceberam que são uma minoria? Aliás, já perceberam e bem. Acham que eles fazem estas merdas no Bairro Alto? Ou até à porta do Campo Pequeno, onde também abundam manifestantes? Não! Claro que não. Tal como os forcados, só são valentões com manifestantes pacíficos e só se estiverem em superioridade de 20:1. É vê-los a entrar no Campo Pequeno, no meio de insultos e vaias, mas com o rabinho entre os collants e cabeça baixa, como o cobardolas que são.
    Acho piada que, volta e meia aparece notícias de um aficionado que se meteu com a pessoa errada e ficou sem dentes. Aí é vê-los: “terroristas”, “perseguição” e “jihad anti taurina” (Eles não sabem o que é uma jihad mas usam o termo na mesma. Mais ou menos como fazem com o desodorizante).
    Muitos deles gostam de gozar dizendo: “Vêm para terra de touros e depois lixam-se”.
    1º – Presumo que por terras de touros se estejam a referir às próprias casas e à casa da mãe.
    2º – Para evitar mais dualidade de critérios, eu sugeria que cada vez que se apanhasse um aficionado fora de Vila Franca de Xira, que fosse devolvido imediatamente… a pontapé.
    Em terra de lobos o coiote não pia. Acontece que estes coiotezinhos aficionados andam a piar demais e os lobos estão a ficar sem paciência. São meia dúzia de mete nojos que se acumulam todos os anos nessa terra hedionda, um fenómeno parecido com a calcificação das fezes nos esgotos a céu aberto, para uma vez por ano se iludirem que a vida deles têm algum relevância neste mundo… coitados…se não fossem tão feios até tinha pena deles.

    • É isso mesmo Henrique são uma cambada de cobardes e só atacam em grupo porque se estiverem isolados metem o rabinho entre as pernas e piram-se.

    • Henrique, vou recomendar a sua sugestão!
      ” cada vez que se apanhasse um aficionado fora de Vila Franca de Xira, que fosse devolvido imediatamente… a pontapé.”

      Obrigada pelo texto. Gostaria que nos contactasse via e-mail, por favor.
      Abraço


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias