Publicado por: protouro | 17 de Julho de 2015

Pilhagem de Fundos Comunitários

Paulo Gonçalves, ex-auditor do PRODER foi despedido por ter denunciado às chefias que geriam esse programa que tinham sido feitas alterações aos relatórios de controlo de qualidade sem dizer nada aos técnicos que os elaboraram. Devido a tal facto, o auditor, apresentou queixas no Ministério Público e no Tribunal de Contas Europeu contra os seus superiores hieráquicos onde os acusa de falsificação de documentos e de favorecimentos de entidades em processos de atribuição desses mesmos subsídios. Os casos que denunciou superam os 200 mil euros.

O processo que deu origem a estas denúncias, teve  como fonte, um relatório que  chumbou um projecto de 92,8 mil euros da Naturdelta, do Grupo Nabeiro, para financiar a compra de caravanas para funcionarem como alojamento num parque uma vez que as caravanas não estavam abrangidas pelas normas. No entanto, a chefe alterou o relatório de avalição apagando partes do original e deu instruções à Naturdelta para alterar o tipo de investimento para um parque de campismo.

proder

Diz o funcionário e citamos: “Eu supervisionava os projectos pequenos do sub-programa 3, abaixo dos 300 mil euros. Há outros casos onde são favorecidos grandes interesses na área agrícola. Nesse caso pode haver uma rede pior que a dos vistos gold, por ser mais antiga e organizada”.

Interessante que o caso denunciado tenha a ver com uma companhia pertencente ao grupo Nabeiro, uma vez que Nabeiro é nem mais nem menos que o pai de Helena Nabeiro que coincidência das coincidências é casada com o tauricida Joaquim Bastinhas.

Pois é de facto a rede de corrupção que envolve interesses na área agrícola é mais antiga, mais organizada e anda há anos a desviar fundos do PRODER e de outros programas para a criação de touros de lide, para a remodelação de praças de touros, para a criação de centros interpretativos de tauromaquia, etc.

A corrupção impera em todo o lado e não só em Portugal, já que não acreditamos nem por um segundo que os funcionários europeus que supervisionam estes programas não estejam a par destes cambalachos.

Prótouro
Pelos touros em liberdade


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias