Publicado por: protouro | 4 de Julho de 2015

Maurício do Vale um Perito em Bacoradas

No discurso feito na abertura da exposição dedicada aos 60 anos do matador de bovinos Mário Coelho, em Vila Franca de Xira, Maurício do Vale afirmou e citamos:

“Os toureiros são um exemplo de vida, para quem está e para quem virá a seguir. Temos todos a aprender com eles, com a sua humildade e paixão. Este país precisa da tauromaquia e destes exemplos como o do Mário Coelho. Tem de ser um factor de união profunda em Vila Franca de Xira e todos são bem-vindos, os que gostam desta arte, os que não gostam e os que são contra”.

exposicao mario coelho vfx

Os toureiros são um exemplo de vida! Em Vila Franca de Xira são todos bem-vindos mesmo os que são contra!

Desde quando é que torcionários são um exemplo de vida? Desde quando é que os anti-touradas são bem-vindos em Vila Franca de Xira?

Maurício do Vale há limites para tudo até para a estupidez e uma vez que você não sabe, nós temos todos o prazer em informá-lo que o que este país precisa não é de tauromaquia, algozes ou pessoas como você, o que este país precisa urgentemente é de evoluir e de abolir de uma vez por todas práticas rançosas e medievais.

Prótouro
Pelos touros em liberdade


Responses

  1. “bem vindos… os que não gostam e os que são contra”?

    Claro que sou! Ameaçada, ofendida, ostracizada!
    Por isso que muitas das pessoas nesta terra que são Anti-tauromaquia se calam! Conheço pessoalmente muitas que temem represálias e perder os postos de trabalho… Lamentável! Vergonhoso! Isto sim é Involução!

    [o Mauricinho(mais um “penetra”) este está pior que o Choné-Chaubet quando diz: “Sou apreciador e defensor dos espetáculos tauromáquicos. Encontro neles emoção, estética, valentia, estoicismo, solidariedade e voluntariedade no perigo.”]
    Só falta dizer: Venha vinho! Venha!

    Sobre o “maestro” matador nem me pronuncio pois já pessoalmente lhe disse tudo! Não lamento!

    Sou Vilafranquense e sou ANTI-tauromaquia!

  2. O Maurício tem a ideia certa mas acho que ele usou a terminologia errada.
    Concordo plenamente em usar toureiros, e em particular um dos maiores exemplos de Portugal como Mário Coelho, como modelos. Até vou mais longe e admito que gostaria de os ter pelas escolas deste país.
    No entanto teria que mudar o discurso um bocado.
    Acho que a foto do Mário Coelho devia figurar em enciclopédias e dicionário como ilustração do conceito de “idiota”, “sanguessuga social” e/ou “falhado”.
    Acho que o Mário Coelho devia ser usado pelo sistema de ensino português como o melhor exemplo de falha do mesmo. Se há coisa que os aficionados servem é para nos lembrar o quanto ainda precisamos de investir na educação e valores morais em Portugal. O facto de eles ainda respirarem e poderem andar livres por este país mostra-nos quão atrasados ainda estamos no que toca à transição para o século XXI ou na nossa pretensa associação com o chamado “1º mundo”.
    Mário Coelho devia ser exibido pelas escolas e praças de Portugal, amordaçado e numa jaula para minimizar o seu efeito nas pessoas, e ser utilizado como contra exemplo do sistema de educação ideal.
    Algo do género: “Estão a ver crianças? Se não estudarem e desenvolverem pensamento crítico um dia vão acabar assim”. Ao que as crianças, chocadas como se pode compreender, responderiam com sons de desilusão e nojo.
    Tal como a Alemanha dos dias de hoje, onde as novas gerações cultivam um sentimento de recusa e repulsa pelas gerações anteriores (justificada entenda-se), também Portugal um dia irá olhar para a tauromaquia como mais um período negro na nossa história, comparável com os anos da Inquisição e Guerra do Ultramar. Teremos museus dedicados à tauromaquia sim, mas dentro do mesmo contexto em que ainda se mantêm Auschwitz e museus com objectos de tortura medieval. É uma questão de tempo apenas.

    • Não se preocupe por ser ostrocizada, por defender os mais fracos, neste caso os ‘touros’! Agora digo-lhe eu: quem ostrazisa essa gentalha sou eu não aceito sequer um cumprimento dessa espédie de parasitas que vivem à nossa ‘custa’. ai chegar dia em que todos eles e os parasitas da família nos hão-de pedir pão…, da minha parte nunca…

      Gostei do comentário , sobre o parasita , Mario coelho, subscrevo-o na totalidade.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias