Publicado por: protouro | 26 de Janeiro de 2015

Deputados Irresponsáveis

A maioria dos progenitores, ensinam ou tentam ensinar aos seus filhos, que devem respeitar todas as formas de vida, ou seja, animais humanos e animais não humanos, no entanto, outros há, que devido ao facto de estarem ligados a actividades que exploram e torturam animais, os ensinam desde o berço, que tal é aceitável e que certos animais não humanos existem para isso mesmo.

Obviamente que estamos a falar das famílias tauromáquicas, que se reproduzem mais que certos animais, com a finalidade única e exclusiva de passar às futuras gerações o vício da tortura, porque não tenhamos dúvidas, torturar e matar animais seja em touradas, seja na caça é um vício, não existe qualquer diferença entre drogados, tauricidas ou caçadores.

Ao contrário dos drogados que são viciados em cocaína, heroína,etc, os tauricidas e caçadores são viciados em matar e todas as crianças geradas nestas famílias, sofrem de um síndrome que poderíamos apelidar de síndrome de falta de valores e de ética.

Quando este país permite que crianças possam ser educadas no sentido que tirar outras vidas é moralmente aceitável ou pior que isso é um direito, estamos a construir não seres humanos mas monstrinhos.

E é isso precisamente que a Assembleia da República se prepara para fazer ao aceitar que menores de 16 anos possam torturar bovinos na qualidade de amadores.

miudo toureiro

De todas as audições que ouvimos no âmbito da proposta de lei sobre os “artistas” tauromáquicos, desde forcados, toureiros, ganadeiros, etc, todos foram unânimes em declarar que os amadores, ou seja os putos têm que torturar sem estarem restringidos ao factor idade.

O presidente da Associação Portuguesa de Criadores de Touros de Lide, chegou ao ponto de afirmar que o João Moura se iniciou como torcionário tauromáquico aos sete anos de idade em Portalegre e que o Pedrito de Portugal toureou com 7 anos de idade no Campo Pequeno!

Dois exemplos, que provam, que os sucessivos governos deste país, nunca se preocuparam, nem se preocupam com a sorte dos menores que participaram e participam nestes espectáculos, até ao dia em que um destes miúdos fique incapacitado ou morra. Só nessa altura, é que o governo e os legisladores, vão perceber de uma vez por todas, que o caminho não é legislar para permitir que crianças torturem animais, o caminho é legislar para que estas práticas obscenas sejam abolidas de uma vez por todas.

miudo toureiro1

Para os senhores deputados que têm ouvido todos estes torcionários na comissão que discute na especialidade a proposta de lei do acesso à “profissão” de “artista” tauromáquico, e que estão preparados para alterar a lei no sentido de aceitar que menores de 16 possam torturar animais, só podemos dizer que no dia em que um destes miúdos ficar incapacitado ou morrer, vocês são os culpados e as vossas consciências, se é que as têm, ficarão para sempre manchadas de sangue!

Prótouro
Pelos touros em liberdade


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias