Publicado por: protouro | 9 de Outubro de 2014

Políticos Irresponsáveis Ordenam a Morte de um Ser Inocente

Faltam-nos as palavras para descrever a raiva e a revolta que sentimos, quando uma injustiça é praticada seja sobre um animal humano, seja sobre um animal não humano.

Dificilmente conseguiremos ao longo destas linhas, dizer o que sentimos ao saber que um animal totalmente inocente neste mundo de predadores humanos, foi sacrificado como desculpa para lavar os erros cometidos pelos humanos que ao contrário dos animais, sim têm responsabilidades.

Excalibur, foi morto em nome da estupidez que grassa no ser humano, que não só erra porque erra sem aprender com os seus erros, como pior que isso para cobrir esses mesmos erros, aniquila tudo e todos que sendo considerados seres inferiores, são descartáveis.

Excalibur

Uma enfermeira, oferece-se para tratar um doente vítima ébola e acaba infectada, como se não fosse trágico que a mesma tenha sido contagiada, como se não fosse trágico que o seu marido esteja em quarentena pelo facto de poder ter contraído o vírus, a comunidade de Madrid, pela mão do conselheiro de saúde, ordena que se abata o cão da família com o argumento que o mesmo pode estar infectado.

À falta de autorização do guardião do cão, é  interposta uma acção administrativa para conseguir autorização para entrar no apartamento onde o cão se encontrava, com a finalidade de eutanasiar o mesmo.

Estes são os bastardos responsáveis pela morte do Excalibur

conselheiro e ministra da saude

Todos os responsáveis neste caso, ignoraram as declarações feitas pelo médico do Gabão que é perito mundial de referência no que respeita ao vírus ébola e que afirmou que o cão não deveria ser sacrificado, bem pelo contrário, deveria ser simplesmente vigiado.

Um ser inocente que foi morto só porque sim quando na realidade os verdadeiros responsáveis pelo surto, foram em primeiro lugar as autoridades que permitiram a transferência de dois doentes com ébola para serem tratados em Espanha. Depois disso, assistimos a uma cadeia de acontecimentos que poderiam ter sido evitados se o país estivesse minimamente preparado para lidar com o assunto e não está, e a prova é que não só uma enfermeira foi infectada, como ninguém sabe quantos mais terão sido infectados por falta de protocolos e ignorância.

Mas para cobrir as asneiras feitas durante todo este processo, o que os governantes fazem é primeiro culpar a enfermeira e como se tal não fosse ultrajante e indigno de pessoas responsáveis, a seguir matam o seu animal de companhia, é caso para dizer que se pudessem também eutanasiavam a enfermeira uma vez que ela é a prova viva da irresponsablidade de todos os que governam Espanha.

Prótouro
Pelos touros em liberdade


Responses

  1. Pegando na frase da Elisabete “se fosse uma criança teria sido internada para observação…”
    Esta frase é MUITO IMPORTANTE !! É necessário que os humanos tenham consciência da forma como se tratam os assuntos conforme sejam humanos ou não humanos !!!
    Costumo dar o exemplo: Quando um cão morde violentamente alguém, é abatido…Eu sou assaltado na rua por um MEU SEMELHANTE, espeta-me uma faca, mata-me ou fere-me gravemente… Não é também abatido PORQUÊ?
    Sofre o presente caso do cão Scalibur, se eu tivesse ébola e os meus 2 cães fossem abatidos, garanto que fugiria do hospital e iria infectar os decisores e os executores da morte dos meus cães !!!

  2. A bastonária da ordem dos veterinários espanhola: http://www.jn.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=4170318

    • Elisabete, não é a bastonária da ordem dos veterinários espanhóis, mas a bastonária da ordem dos veterinários portugueses.

      Abraço

      • Na azáfama e agitação emocional nem reparei no nome nem em pormenores da notícia… Então por lá os vets nem piaram… que eu saiba :((

      • Por acaso piaram Elisabete, a Asociación de Veterinarios Abolicionistas de la Tauromaquia y del Maltrato Animal (AVATMA), pronunciou-se no sentido de pôr o Excalibur em observação, para que fosse apurado se o animal tinha sido contagiado. Ao que parece não existem estudos que determinem que uma pessoa infectada com o vírus possa transmitir o mesmo a um animal.

  3. Gostaria de saber os nomes e os cargos que ocupam estes retratados irresponsáveis detentores do poder de que foram investidos e que foram capazes de ordenar tamanha barbaridade, tamanha estupidez, tamanha asneira!

    • Dr. Vasco,
      Javier Rodriguez conselheiro de saúde da comunidade de Madrid e Ana Mato ministra da saúde.

  4. Ignorância e depotismo da parte destes políticos insensíveis e mentecaptos. Eu agora pergunto, e os cães africanos que abundam nas ruas de terra africanas também são abatidos para não propagarem o ébola???… Não nos chegam relatos de cães atingidos pelo virus a parte nenhuma e que tenham contaminado pessoas! Os morcegos, chimpanzés é transmitem o vírus, segundo li. Eu tenho a certeza que o cão não era transmissor da doença.

    Se fosse uma criança teria sido internada para observação mas como era um cão… ser-objecto, tudo é possível!!! Agora os energúmenos da foto devem estar muito descansados.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias