Publicado por: protouro | 30 de Maio de 2014

Vira o Disco e Toca o Mesmo

Horas após os jornais noticiarem, que o regulamento municipal de Viana do Castelo para protecção dos animais estava pronto para ser aprovado, as marionetas manuseadas pela “prótoiro” e que dão pelo nome de “Vianenses pela Ditadura”, perdão liberdade, apressaram-se a declarar à Lusa, que no dia 24 de Agosto será realizada uma tourada em Viana.

Movimento Viana tourada 24 de Agosto

O processo burocrático que José Carlos Durães refere, é como todos sabemos o pedido de licenciamento à câmara municipal algo que ele sabe à partida será recusado, para a partir dessa recusa entrar com uma providência no tribunal do costume, ou seja Braga. Tudo isto será pago pela “prótoiro” graças ao imposto criado pela dita cuja.

Um filme déjà vu com uma única incógnita, será que a juíza que deferiu a providência cautelar em 2013 ainda se encontra em funções no referido tribunal?

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Anúncios

Responses

  1. «Câmara de Viana não adia discussão sobre touradas e aprova proteção dos animais

    A maioria socialista na Câmara de Viana do Castelo rejeitou hoje adiar a discussão da realização de touradas no concelho, por proposta do PSD, e aprovou o regulamento de protecção dos animais, que entre outros pontos, impede espectáculos tauromáquicos.

    Antes do início da sessão ordinária de hoje(29 de maio), fechada ao público, o vereador do PSD, Eduardo Teixeira, convocou a comunicação social para anunciar que iria propor a retirada desse ponto da ordem de trabalhos.

    Justificou a decisão com a necessidade do documento ser votado, após discussão, em sessão aberta ao público, “dando oportunidade à população de se pronunciar sobre o assunto”.

    A proposta acabaria por ser rejeitada pela maioria socialista no executivo, já no decurso da reunião camarária, tendo merecido a abstenção de toda a oposição (PSD e CDU). O documento segue agora para apreciação em Assembleia Municipal.

    Antes do início da reunião camarária, o vereador social-democrata acusou o autarca José Maria Costa de estar a “tentar encapotar” a realização de touradas no concelho, “com um documento lesivo para a economia do local”.

    “O senhor presidente traz, a correr e à pressa, este assunto à reunião porque tem uma nova proposta de realização de tourada no concelho”, acusou.

    Na reacção, o autarca socialista considerou que se tratou de “mais um número da oposição, que quando tem matéria entretém-se com expedientes”.

    José Maria Costa explicou que o documento esteve em consulta pública durante 45 dias “dando oportunidade a que todos se pronunciassem”.

    “O que está neste regulamento é o que está transcrito na lei. Aliás um dos vereadores é deputado e esta legislação é relativamente recente. Gostaria até de saber qual foi o seu sentido de voto”, rematou.

    A CDU justificou a abstenção pelo facto do documento se centrar na realização touradas no concelho e por colocar em causa dois direitos, os de que quem defende a realização destes espectáculos e de quem se opõe.

    “Eu própria sou contra as touradas, mas admito que outros tenham opinião diferente”, sustentou Ilda Figueiredo.

    O documento assume, entre outros, o objectivo de “promoção do bem-estar animal”, na “salvaguarda contra actos ou práticas que, infligindo injustificadamente sofrimento ou mesmo a morte aos animais, não são compatíveis com o desenvolvimento civilizacional ou cultural dos povos que integram a União Europeia”.

    Precisamente um dos seus efeitos práticos será a proibição de realização de touradas, não autorizadas em Viana desde 2009, decisão camarária que transformou a cidade na primeira “ANTI-touradas” em Portugal.

    Para contrariar essa decisão, a Prótoiro realizou em agosto de 2012 uma tourada no concelho, a primeira depois da aprovação desta declaração. Tal como em 2012, a corrida de touros que se voltou a realizar em 2013 aconteceu porque o Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga aceitou uma providência cautelar apresentada pela Prótoiro, para suspender o primeiro indeferimento municipal.

    Para este ano já está prevista nova tourada, para dia 24 de agosto, organizada por um movimento local, apoiado pela federação das associações taurinas.»

    http://radioaltominho.pt/radio/index.php/13-noticias/regional/viana-do-castelo/1980-camara-de-viana-nao-adia-discussao-sobre-touradas-e-aprova-protecao-dos-animais


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias