Publicado por: Prótouro | 25 de Fevereiro de 2014

Os Intelectualóides da “Prótoiro”

A tauromaquia é perita em formar gente inculta, rude e grosseira e um exemplo disso são os tipos que pululam na federação reles que dá pelo nome de “prótoiro”.

A propósito da recomendação da ONU relativamente à assistência e participação de menores em touradas, afirmam que o que está em causa é um “preconceito contemporâneo que é a taurofobia.”

Tudo o que estes tipos debitam, não é original nem sai da cabecinha deles, é sempre um plágio de aficionados que até nem são portugueses.

E a estupidez é tanta que nem se apercebem do absurdo que proferem, senão vejamos:

-Preconceito: julgamento desfavorável formado sem razão objectiva.

-Taurofobia:  medo patológico de touros.

Se fazer um julgamento desfavorável formado em razões mais que objectivas é ser preconceituoso, então revejam o vosso conceito de preconceito, porquanto, as nossas razões, não se baseiam em desconhecimento ou  ignorância, bem pelo contrário, provavelmente muitos de nós até sabem mais de tauromaquia que muitos aficionados, e porquê, porque fomos obrigados a mergulhar nesse mundo abominável para adquirir os conhecimentos necessários para o combater. Já quanto a ter medo de touros,  nem vamos perder tempo a comentar tamanha estupidez.

Os aficionados, esses nunca conseguirão compreender, que nenhum argumento que apresentem para justificar o espectáculo é válido, porque não existe qualquer argumento que justifique a tortura lenta até à morte de animais com fins lúdicos.

touros1

E os poucos que intimamente sabem o quão errado e inaceitável é o espectáculo, jamais o admitirão porque estão viciados no mesmo tal como um toxicodependente está viciado em drogas.

Mas no que respeita à ONU, a “prótoiro”, vai mais longe e tem a distinta lata de afirmar e citamos: “A realidade encarrega-se de desmentir que a tauromaquia prejudique a saúde mental das crianças”. “Há milhares de portugueses que cresceram a ver touradas. Onde é que estão os malformados, os desequilibrados, os perturbados?”

Onde é que estão? Mas vocês não têm espelhos em casa? Pois não devem ter senão saberiam exactamente onde estão os malformados, desequilibrados e perturbados.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Anúncios

Responses

  1. As medíocres entidades e os medíocres argumentos invocados pelo interessado e limitado Arlindo Teles – presidente da TTT – Tertúlia Tauromáquica Terceirense dos Açores – são lançados obrigatoriamente na defesa da “coisa” tauromáquica e no contra ataque à recomendação da ONU, porque não podia silenciar sobre isso, o que equivaleria a concordar.
    Como não deve ser possível covencer quem facciosamente se remete à negação, ao obscurantismo e à falácia, só vale a pena invocar as opiniões de imensos peritos que afirmam quão pernicioso é o contacto de crianças com a tauromaquia, para informação e juízo do resto da sociedade.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Categorias