Publicado por: protouro | 22 de Novembro de 2013

Máfia Tauromáquica Apresenta Plano para 2014

A ATCT – Associação de Tradições e Cultura Tauromáquica, acaba de parir o seu plano de acção para o próximo ano.

os cromos da ATCT

Dos vários pontos, destacamos os seguintes:

1º A realização de uma tourada de homenagem aos pescadores que terá lugar em Cascais, em Julho de 2014. Ora tendo em conta que Cascais não tem touradas desde a demolição da praça de touros, e que a Câmara não autoriza touradas em portáteis, é caso para dizer que este é um filme dèjá vu. O modus operandi é o mesmo primeiro foi Viana do Castelo agora é Cascais. Só varia o local, porque o “crime” tem o mesmo autor.

2º Promover junto das escolas interessadas, visitas de estudo a maneio de ganadarias, visitas a coudelarias para fomentar a adición, perdão a afición, bem como promover acções de divulgação cultural da tauromaquia.

Este plano não é um caso de polícia, mas sim um caso para o Ministério da Educação. Se existirem escolas interessadas nestas práticas, então o Ministério, deve demitir de imediato os responsáveis por semelhante interesse porque é completamente inaceitável que estes energúmenos, tenham livre acesso a mentes de crianças que estão em formação para lhes incutir que a tortura de animais é “cultural” e normal.

O desespero desta gente pela falta de aficionados é tão grande, que tal como vampiros pretendem sugar o sangue dos mais novos porque sabem que sem eles, não podem perpetuar a indústria tauromáquica.

3º Desmistificar o animalismo exacerbado e combatê-lo activamente, quer isto dizer inventar, difamar e usar de todos os meios nem que para isso tenham que contratar capangas como única forma de denegrir os defensores dos direitos dos animais.

Para quem sistematicamente afirma que somos meia dúzia de gatos pingados, inserir um ponto como este num plano de acção, vem provar exactamente o contrário.

4º Litigar e incentivar à litigância judicial contra anti taurinos, sobretudo em caso de situações que se possam iniciar com mera denúncia, casos de difamação, uso abusivo de imagem, e demais casos de situações previstas no Código Penal através do gabinete jurídico da ATCT apoiando os aficionados que se sintam lesados de modo a que possam pedir ressarcimento por danos patrimoniais e não patrimoniais.

Este plano é o que podemos chamar anedótico e só pode provir de mentes fascistas que se recusam a aceitar a liberdade de expressão. Mentes retrógradas, que ainda vivem no tempo da ditadura e que uma vez que não podem eliminar aqueles que eles consideram inimigos por lutar contra as suas práticas primitivas, pensam que usando os tribunais os podem silenciar. Ameaças vãs porque ninguém cala a voz da razão nem mesmo os tribunais.

Mas como pelos vistos dinheiro não vos falta, avancem com acções paguem as custas judiciais que são “baratinhas” e aguardem anos por uma decisão judicial e quando essa chegar, se existir uma condenação, não se admirem de não receber um tusto do tal ressarcimento, porque ao contrário de vocês que nadam em dinheiro, nós não temos um cêntimo.

5º A tauromaquia como património cultural de Portugal e como património cultural da UNESCO. Esta é a última psicastenia (consultem o dicionário antes de nos acusarem de difamação) dos aficionados, que acreditam, que tal declaração impedirá a abolição das touradas. Visitem o psiquiatra mais próximo porque temos a certeza que ele tem uma solução para o vosso caso.

6º Oferecer apoio às Câmaras Municipais de Ponte de Lima, Vinhais e Sabugal, no sentido de promover manifestações de carácter popular. Organizar uma caçada a veados e javalis e um concurso de pesca à linha, como forma de convívio entre aficionados, caçadores e pescadores.

Este último ponto, mostra o desespero em arranjar apoios, uma vez que barbaridades como a vaca das cordas, a chega de bois e a tourada ao forcão nada têm a ver com tauromaquia propriamente dita o mesmo quanto à caça e à pesca. É o velho lema, nós apoiamos as vossas barbaridades, mesmo que não gostemos e em contrapartida, vocês apoiam a nossa.

Entretanto, os governantes deste país, continuam a assobiar para o lado e a pactuar com esta cambada de verdugos.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Anúncios

Responses

  1. O Dr. Carlos Carreiras,. Presidente da CMC,é uma pessoa honrada e que cumpre o que promete.Não acredito que o permita.Nem nós, os cascalenses!.

  2. Vamos protestar, está claro!Manifestações para a frente. Não queremos andar de cavalo para burro.

  3. Tourada em Cascais? Devem estar a sonhar (ou então a deitar o anzol a ver se pega!)…

  4. NUNCA… NUNCA colocarei os meus alunos a ver tal espetáculo…e eu que saiba do primeiro a aparecer à minha frente com tal convite…

    • Parabéns!! De acordo D. Miceu Tavares.

  5. Touradas em Cascais só por cima do nosso cadáver. Psicopatas que fingem “homenagear” pescadores para justificar os seus gostos doentios são coisas, porque de coisas se trata, que não nos fazem falta e que de certeza os pescadores dispensam. NÃO a divertimentos à custa do sofrimento de outros seres. Se Cascais pretende evoluir deve recusar de imediato, atividades atrasadas e doentias deste tipo.

    • e vai daqui mais uma para ajudar a fazer frente… e não há que ter medo!

  6. Concordo integralmente com o artigo.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias