Publicado por: protouro | 15 de Maio de 2013

Aficionados: Os Viciados que Abusam do SNS

Para os aficionados, as touradas e quejandos, são um vício e nem eles o escondem, antes pelo contrário. Afirmam com orgulho e altivez que tal é algo do qual não podem prescindir, tal como os viciados em drogas.

No entanto, existe uma diferença entre o viciado em drogas e o aficionado, enquanto que o primeiro só prejudica a sua saúde pelo consumo de tais substâncias, o segundo com o seu vício contribui para a tortura e morte de animais.

De um ponto de vista clínico, é óbvio que os aficionados precisam de ser tratados tal como os consumidores de drogas. Ambos sofrem de uma dependência que os debilita e que os faz ser incapazes de conviver numa sociedade que se quer sã.

Num país onde o Estado se arroga de mãezinha de todos os portugueses, onde dita leis do que se deve e não deve fazer em termos de saúde, estas pessoas são um custo acrescido para o sistema.

Sim porque vejamos quanto custa ao SNS o tratamento de aficionados que se põem à frente de touros em touradas à corda, largadas de touros e etc e que acabam no hospital?

Ninguém apresenta essas contas mas todos nós pagamos. Que raio de país é este que abandona as pessoas de terceira idade à sua sorte, corta nos seus tratamentos e medicamentos, só para citarmos um exemplo e gasta rios de dinheiro a tratar pessoas que se feriram porque estes espectáculos bárbaros continuam a existir e a ser permitidos?

tourada a corda

Só num país governado por acéfalos se permite que esta gente continue a beneficiar do sistema.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Anúncios

Responses

  1. Diz bem: “gostam de ser marrados”. Há gostos para tudo! Ou são doentes ou são estúpidos (sem intenção de estar a ofender, mas sim de dizer a verdade)

  2. Bem visto, Prótouro. Corta-se na educação e na assistência social e na saúde dos que realmente precisam, e para estes sádicos, que GOSTAM de ser marrados, há tudo e mais alguma coisa.

    Esta imagem é brilhante e diz da mentalidade desta espécie de gente: um Touro está a investir contra um sádico, que está ali porque escolheiu estar, e um outro, protegido em cima do camião, olha, impávido e sereno, o “espectáculo”, e tanto se lhe dá, como se lhe deu que o outro seja ferido ou mesmo matado. Se a vida de um semelhante não vale nada, o que poderá valer a de um Touro?

  3. Correctíssimo!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias