Publicado por: protouro | 26 de Abril de 2013

CDS-PP a Sucursal Tauromáquica na Assembleia da República

Esta é a terceira vez que os centristas voltam a inquirir o secretário de estado da cultura sobre o regulamento tauromáquico.

Desta vez o peão de brega é a deputada Inês Teotónio Pereira.

Secretário de Estado espera até junho ter Regulamento Tauromáquico finalizado from cdspp on Vimeo.

É deveras elucidativo verificar que a maior preocupação deste partideco não é o estado em que o país se encontra, não é o desemprego a fome e a miséria, é a trampa do regulamento tauromáquico.

Tenham vergonha e ao invés de fazerem favores aos amiguinhos tauromáquicos, preocupem-se com os verdadeiros problemas do país.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Anúncios

Responses

  1. Que seita mais obscura!
    E ainda há quem vote neles.

  2. Ultimamente parece que a única missão da direita portuguesa é regredir a sociedade portuguesa de volta ao século XII. Esta crise, em grande parte da responsabilidade dos partidos de direita, acentuou o fosso entre classes, tal como se verificava na idade média. Aparentemente o CDS-PP está à procura da estocada final com a cimentação de uma actividade tipicamente aristocrata como a tourada. A afiliação tauromáquica por partidos de direita já enjoa. Será de estranhar que estes são também os mais corruptos e conservadores?
    Falta apenas uma epidemia de peste negra e uma ronda de inquisição e estamos prontos para regressar a um regime monárquico totalitário. Aliás, a afiliação monárquica é mais que evidente entre os aficionados. Triste é ver que a grande maioria deles, caso regredíssemos de volta à monarquia, seriam imediatamente condenados a uma vida de pobreza nos campos. No entanto é vê-los, parvinhos, a defender com unhas e dentes os mesmos condes e barões que, se fosse à 9 séculos atrás, os estariam a explorar como os touros que torturam diariamente. Estas modernices como democracia, igualdade entre classes e de oportunidades são atentados aos bons velhos costumes, praticados no tempo em que se queimavam mulheres vivas por suspeita de bruxaria.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias