Publicado por: Prótouro | 19 de Março de 2013

Quando Escreverem Não Bebam

Todos conhecem o slogan “Se Conduzir Não Beba”.

Para certos aficionados, deveria ser “Se escrever não beba”.

Se escrever nao beba

O ordinário e nojento blogue tauromáquico “sortes de gaiola”, (o seu nome deveria ser fechem-nos na gaiola),  escreveu um post a propósito da castração de animais. Segundo eles, os defensores de animais que defendem a esterilização dos mesmos,  são fundamentalistas e fanáticos.

E afirmam: “que em psicologia, os fanáticos são descritos como indivíduos dotados das seguintes características:

1. Agressividade excessiva ;
2. Preconceitos váriados;
3. Estreiteza mental;
4. Extrema credulidade quanto a um determinado “sistema”
5. Ódio;
6. Sistema subjetivo de valores;
7. Intenso individualismo;
8. Demora excessivamente prolongada em determinada situação / circunstância.”

Ora nem mais, esta descrição assenta-vos que nem uma luva. Acabaram de se descrever a si próprios e a todos os aficionados em geral.

Seus vetustos iletrados pois fiquem sabendo que sem a esterilização de animais, em vez dos milhares que já temos abandonados nas ruas ou em canis, teríamos milhões.

reproducao de animais

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Anúncios

Responses

  1. Por acaso vi esse post do desagradável indivíduo, e confesso que tive pena de tanta imbecilidade. Mais abaixo afirma que existe uma correspondência entre ser-se «macho» e gerar-se filhos homens, o que nos leva a concluir que quem tem filhas é menos «macho»… A obsessão destas pessoas pela «macheza» e aversão atávica à castração já de si traz qualquer coisa de… suspeito. E mais não digo.

  2. Fartei-me de rir.
    Estes aficionados, coitados, não têm a mínima noção do que dizem.
    Nascem já com a propensão para a ignorância, e mesmo que consigam consultar um dicionário, não sabem distinguir o trigo do joio.

  3. Cá para mim eles ficaram é lixados de já não conseguirem andar pelas ruas da aldeia, de flober em punho, a abater cachorrinhos.
    Ao castrarmos os animais abandonados estamos a privar os aficionados do prazer de se levantarem ao sábado de manhã cedinho para ir afogar mais um saco cheio de gatinhos recém-nascidos ao rio.
    Se esta gente tira prazer de torturar touros adultos, imaginem o êxtase que obtém ao abater cães à pedrada!
    Mas ninguém pode esperar que os elementos mais burros da nossa sociedade consigam perceber o motivo por detrás da esterilização do animais de estimação. Eles ainda pensam que as televisões têm pessoas pequenas a viver dentro delas…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Categorias