Publicado por: protouro | 10 de Janeiro de 2013

O Veterinário Que Se Crê um Deus

O veterinário Joaquim Grave, numa entrevista dada dia 9 de Janeiro a uma website tauromáquica, crê-se um deus, senão atente-se nestes desvarios:

“Procuro criar o toiro dos meus sonhos, não no sentido de criar, produzir, alimentar, mas sim no sentido de criar um animal novo, único, uma obra, um ser diferente que se comporte como eu quero, como eu sinto”.

“O toiro murteira grave está em contínua evolução, é assim que entendo o meu toiro. Procuro que seja cada vez mais bravo, mais entregado, mais enclassado, mas sempre sério e sobrado de trapío. De momento, é muito sério e exige que se lhe façam as coisas bem-feitas; de uma forma geral tem trapío suficiente para as praças mais exigentes”.

“Busco doentiamente a bravura, privilegiando a fijeza, o humilhar, a repetição com motor, a transmissão, a entrega e a duração, isto é, o animal que luta até ao fim, que morre investindo”.

ganadaria murteira grave

O que ele devia buscar urgentemente, era ajuda para curar a doença de que padece, a de acreditar que pode manipular a seu belo prazer animais para encher os bolsos.

Prótouro
Pelos touros em liberdade

Anúncios

Responses

  1. Podiam-me esclarecer uma única coisa? No Código Penal Português está tipificado o crime de eugenia contra humanos. Quem o praticar está sujeito a apanhar uma pena de cadeia efectiva. Em termos de direitos dos animais também se pode falar em eugenia contra animais? O que esta aberração faz pode-se comparar à eugenia contra humanos. Se o nosso Código Penal fosse coerente também tipificaria a eugenia contra animais como crime e esta aberração já estaria a malhar com os ossos na cadeia. Por bastante tempo. Reflictam nisto… A tauromaquia (ou será antes tauromafia?), com situações destas só está a cavar mais fundo a sua cova e a enterrar-se cada vez mais fundo na cova da história. Para nunca mais voltar.

  2. Grave.

  3. Sempre olhei com desconfiança para esta gente que procura a bravura nos outros…
    E ele????

  4. O problema é que criando um touro “ainda mais bravo” não vai ter toureiros para os lidar !!! Os toureiros de hoje, já se borram todos com os touros que existem e exigem que o touro, antes de entrar na arena seja sujeito a sevícias para “abrandar” a sua pujança, o que será com touros “Grave (mente) bravos !!!

    • Concordo plenamente!!!…

  5. Isso aí é veterinário? Acho que está envergonhando a classe.
    Ele está mais para um pesquisador/cientista louco e comparável aos que serviam à Hitler.

    • Concordo plenamente!!!…

  6. “Busco doentiamente…” doentiamente é mesmo a palavra certa para este discurso…

  7. Ai, Prótouro, eu nem acredito no que aqui li.

    Isto é de uma inenarrável cretinice, que não pode vir de alguém que andou numa universidade. Não pode. É impossível.

    Este sujeito devia ter frequentado uma escola onde a disciplina principal foi a estupidez.

    É por estas e por outras como estas que a tauromaquia está a afundar-se vertiginosamente.

    Obrigada, Joaquim Grave, pela boa contribuição que deu com esta declaração parva, para a aceleração da Abolição das Touradas.

    Não se esqueça: enterrá-la-emos até ao final deste ano de 2013.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias