Publicado por: protouro | 27 de Julho de 2012

As Manobras de Diversão da Prótoiro – Fadjen

Publicámos ontem no nosso blog a história de amizade entre Romerito e Antoñete, que prova que os touros de lide, não são animais agressivos e terroríficos ( palavra muito usada em cartazes tauromáquicos), ao contrário do que os aficionados querem que as pessoas acreditem.

A importância desta história, reside no facto dos “prótoiro” afirmarem que a amizade entre Fadjen e Christophe Thomas pode um dia dar para o torto.

No entanto, por incrível que possa parecer a “prótoiro” um agrupamento de gente que pretensamente defende os touros, para poder continuar a assistir à tortura dos mesmos, acaba de postar na sua página do facebook, um artigo em que afirma que o Fadjen é uma fraude!

Segundo estas alminhas “iluminadas”, o touro em questão não é genuinamente um touro de lide. E com a arrogância a que já nos habituaram, e que resulta do facto de sentirem as costas quentes devido ao apoio de certos políticos, têm a distinta lata de desafiar o dono do Fadjen a que o prove!

Manobra de diversão de quem não pode rebater a história de Romerito e Antoñete.

Perante tanta estupidez e irracionalidade, só nos resta fazer esta pergunta?

Querem que António Chenel “Antoñete” vos prove que Romerito era um genuíno touro de lide?

Infelizmente ele não pode provar, porque já faleceu, mas temos a certeza que a sua familía e amigos o poderão fazer.

Tenham juízo meus senhores, ou um destes dias as vossas calúnias e mentiras habilitar-vos-ão a um bilhete gratuito não para assistir a uma tourada, mas para passarem uma temporada na barreira de sombra de uma qualquer prisão.

“FADJEN = FRAUDE

Quando aqui publicámos uma foto do “Fadjen”, acompanhado pelo seu dono Christophe Thomas, estávamos longe de imaginar que a prova de que o animal é, genuinamente, pertencente à Raça Brava de Lide, nos chegasse de forma tão célere.

Não estará o “Cris” a esquecer-se de que não está a impingir histórias da carochinha a animalistas incautos e que ainda acreditam piamente no Bambi?

Deve ser! Por isso mesmo, desafiamos o dono do Fadjen, a que retire o talão do “Atestado Sanitário” que mantém por cima do “Passaporte do Bovino”, e revele a todos o que é verdadeiramente importante:

a) – O número da exploração de nascença do Fadjen;
b) – O número de marca auricular que foi atribuído ao Fadjen;
c) – Os códigos raciais tipo dos progenitores do Fadjen.

Se assim não o entender, ao menos deixe-nos ver o número da marca auricular que identifica o Fadjen, e que tão cuidadosamente oculta nas fotos, para que possamos rastreá-lo até à sua origem. (“prótoiro” in facebook)”

Prótouro

Pelos touros em liberdade

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias