Publicado por: protouro | 17 de Julho de 2012

O “Parecer” da “Prótoiro” Sobre a Tauromaquia – As Touradas Não São Tortura Nem uma Escola de Violência!!!

A “prótoiro” enviou para o Parlamento em 2011, um “parecer” para justificar a manutenção das touradas.
São páginas e páginas de mentiras e obscenidades que devem ser desmontadas.

As Touradas Não São Tortura Nem uma Escola de Violência!!!

“As corridas de toiros são precisamente o oposto da tortura e da barbaridade. Torturar é fazer sofrer um ser que não se pode defender, com o propósito de daí retirar um benefício, como uma confissão, e fazê-lo sem correr qualquer risco”.

Torturar é fazer sofrer um ser que não se pode defender. Ora nem mais, palavras para quê?
O touro pode defender-se? Não. O que o touro faz é evitar ser torturado, porque é a única maneira que conhece para que a sua tortura termine.
Quando o toureiro ataca o touro, tem como propósito retirar um benefício, pois ao lidar touros está a ganhar dinheiro e fá-lo sem correr quase nenhum risco.
Porque falamos de uma luta feita de enganos e desigual.

“A corrida de toiros é um duelo, um combate onde o toiro deve lutar e demonstrar a sua natureza e o homem só pode participar nesse combate se aceitar pôr a sua vida em risco. A corrida de toiros é, assim, o contrário da tortura e não é comparável com a verdadeira tortura como a que sofre um prisioneiro político, por exemplo”.

O touro deve lutar! O touro e o toureiro por acaso assinaram algum contrato que contenha essa cláusula?
Quantos e quantos touros não investem, pelo contrário tentam a todo o custo fugir de uma luta que não querem!

Resumindo, para os aficionados, a tourada não é tortura porque o touro não é um ser indefeso e o prisioneiro político é!!!
Um exemplo tão “brilhante” nem a nós nos tinha ocorrido.

“A realidade demonstra que a corrida de toiros não é uma escola de violência, nem, gera violência. Aliás, há memória de algum desacato nas imediações ou no interior de uma praça de toiros, antes, durante ou após uma corrida?”

Há memória sim senhores aficionados. Sabem porque é que as demonstrações anti-touradas têm que ter protecção policial?
Porque a tourada é uma escola de violência que gera violência. Se não fosse essa protecção seríamos literalmente linchados por vocês.
Além disso também temos memória de desacatos e pancadaria entre espectadores durante uma tourada , desacatos e pancadaria entre pessoas do mundinho tauromáquico numa praça de touros e até pancadaria entre toureiros dentro da arena. Isto para já não falar das cenas de desacatos e de pancadaria com forcados.

Cena de pancadaria no Campo Pequeno

VÍDEO – Dois toureiros espanhóis à pancada na arena

Prótouro

Pelos touros em liberdade

Anúncios

Responses

  1. LOL DEVIAS ERA TER JUÍZO … DEIXA-ME LÁ ESPETAR-TE UMA COISINHA DAQUELAS NAS COSTAS E DEPOIS PODEMOS FALAR EM DUELO … ANOR—

  2. “O Touro Tem Mecanismos Fisiológicos Que Permitem Anular a Dor.” Quem escreveu esta frase, é um ser com uma sensibilidade extraordinária, até consegue saber o que os touros sentem, porque concertesa já terá passado pela experiência do touro na arena, a ser espetado pelas farpas.

    • boa noite, peço desculpa mas com certeza é assim que se escreve.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias